IMG_1743.jpeg

TALITHA ROSSI

Artista visual, dedica-se a questões do ecofeminismo, modificação corporal, impacto das novas mídias na sociedade e na natureza das relações humanas. Performance, videoperformance, obras têxteis, poemínimos bordados sobre tecido, intervenção em cristais e criação de adornos, destacam-se como as principais linguagens na produção artística e aproximação de mundos.

 

Entre peles, tramas e fios, cria ritos experimentais de encantaria e empresta o próprio corpo para múltiplas personas estabelecerem conexões possíveis entre o corpo visível e suas forças do invisível. Nessas ações, critica a relação do ser humano com a exploração da natureza, dos corpos e das emoções das mulheres; que possuem raiz comum dentre as causas da destruição do meio ambiente e a desvalorização da mulher. A luta pelos direitos das mulheres também está relacionada com as reivindicações por um mundo mais sustentável. Em suas performances, deflragra o descaso com a grande Mãe Natureza e (auto)critica sua geração, propondo um chamado para as filhas da internet repensarem novos mundos possíveis: postar menos, plantar mais. Nas esculturas têxteis e objetos, borda sem sucumbir pela tentativa de docilização dos corpos, conecta-se com a força oriunda do feminino divino, especificamente voltado para a pesquisa sobre orixalidade e ancestralidade. Ao trançar fios exóticos e adorná-los com bordados de alta costura, busca torções com pensamentos sobre o cercamento dos corpos femininos costurados aos questionamentos sobre o uso do corpo da mulher. Insubmissão de si, estimula a insubmissão coletiva, um levante contra o patriarcado, para criar um legado para futuras gerações.

 

A artista é representada pela SOMA Galeria (Curitiba).

 

Talitha Rossi Studio

talitharossi@gmail.com